Outros

Cresci acreditando que a sociedade fora sempre assim. Crescer, amadurecer, ou, no meu caso, tornar-se mulher era tornar-se livre. Eu naturalmente poderia, e até deveria, ter uma vida sexual ativa, com diferentes homens, fumar, beber e conhecer o que eu acreditava ser para os não-maduros o submundo: um lugar repleto de sexo sadomasoquista e drogas – muito Mate-me por favorChristiane F.? Eu sempre soube haver pessoas como eu e pessoas como eles, os cidadãos de bem. Faltava-me crescer, e cresci, muito. Hoje tenho 1,78cm.

Leitura recomendada: Michel Foucault, uma entrevista: sexo, poder e política da identidade. http://revistas.pucsp.br/index.php/verve/article/viewFile/4995/3537

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s